Mulher diz que foi demitida por se negar a fazer sexo violento com chefe

A ex-gerente de uma loja de brinquedos de Nova York (EUA) entrou com uma ação contra seu ex-chefe alegando que era obrigado a fazer “sexo violento” com ele duas vezes por semana em troca de promoção e regalias.

Ex-gerente acusa Steven Reis de obrigá-la a fazer sexo violento (Foto: Reprodução)Ex-gerente acusa Steven Reis de obrigá-la a fazer sexo violento (Foto: Reprodução)

Segundo o jornal “New York Post”, Amanda Reyes, de 26 anos, acusa Steven Reis, dono da loja “Fantastic Kids Toys”, de usá-la como escrava sexual. Ela destacou que foi demitida depois que recusou a continuar com os encontros sexuais.

Amanda tinha sido contratada em dezembro de 2010 e ganhava US$ 10 por hora. Mas, depois que se envolveu sexualmente com o ex-chefe, ela foi promovida a gerente da loja.

Reis disse que as acusações feitas são “falsas”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s